Pelo menos 200 ônibus da Viação Himalaia, que atendem 20 linhas, estão parados nesta manhã. Funcionários alegam falta de pagamento

Parte dos motoristas e cobradores da Viação Himalaia, que atende a zona leste de São Paulo, está em greve desde o início desta terça-feira. Pelo menos 200 coletivos que realizam 20 itinerários diferentes não sairam às ruas.

Por volta das 12h50, grevistas e empregadores estavam em reunião para negociar as reivindicações e decidir os rumos da paralisação. O sindicato da categoria acompanha o encontro.

As principais linhas da empresa ligam as regiões de São Mateus e Cidade Tiradentes ao Terminal Parque Dom Pedro, no centro, e às estações de metrô.  Funcionários da garagem 2 da empresa, localizada em Sapopemba, decidiram pela paralisação na tarde de segunda-feira, alegando falta de pagamento dos direitos trabalhistas. 

Garagem da Viação Himalaia, localizada em Sapopemba, na zona leste, lotada nesta terça-feira
AE
Garagem da Viação Himalaia, localizada em Sapopemba, na zona leste, lotada nesta terça-feira

Na madrugada, a São Paulo Transportes (SPTrans) acionou a operação Paese, com 65 ônibus, cobrindo as oito principais linhas operadas pela Viação Himalaia. Ainda assim a espera para que precisa utilizar ônibus na zona leste é longa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.