Houve substituição dos funcionários grevistas por servidores da PF para garantir normalidade do controle migratório

selo

Os funcionários da empresa terceirizada que presta serviços de apoio ao controle migratório no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, entraram em greve nesta quinta-feira, segundo a Polícia Federal.

Paralisações: Funcionários de aeroportos entram em greve

Por conta disso, foi ativado plano de contingência, com substituição dos funcionários grevistas por servidores de outras unidades da Polícia Federal para garantir a normalidade do controle migratório. De acordo com a PF, o órgão está em dia com suas obrigações contratuais com a terceirizada. O reforço de policiais será mantido por tempo indeterminado, até que seja solucionado o problema.

A interrupção do serviço por parte da empresa, de acordo com a PF, implica em descumprimento de cláusula contratual e pode acarretar em aplicação de multa, rescisão do contrato e até impedimento para contratar com o Governo Federal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.