Governo de São Paulo quer descentralizar unidades de saúde

Objetivo da regionalização da saúde pública é acabar com um fenômeno conhecido como "ambulancioterapia", diz secretário de Saúde

AE |

selo

O secretário estadual de Saúde de São Paulo, Giovanni Guido Cerri, declarou hoje que pretende instalar serviços e equipamentos suficientes para atender os usuários do SUS em todas as 17 regiões de saúde do Estado. O objetivo da regionalização da saúde pública é acabar com um fenômeno conhecido como "ambulancioterapia", nome dado à movimentação de pacientes por longas distâncias.

O novo sistema "deve dar alternativas de qualidade e próximas da residência dos pacientes. O Estado tem um número satisfatório de leitos, mas é preciso distribuí-los de forma mais homogênea", comentou Cerri. Mas o secretário ressaltou que o sistema precisará do apoio dos municípios e das diretorias regionais para ser implementado.

As declarações foram feitas no Seminário sobre Gestão Regional do SUS/SP, realizado hoje na capital paulista. O evento contou com a participação de diversas autoridades da área da saúde e representantes de 417 cidades.

    Leia tudo sobre: saúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG