Goldman volta a cobrar solução para aeroportos em São Paulo

Governador de São Paulo diz que já enviou ao governo federal solicitação de autorização para construir terceiro aeroporto

AE |

selo

O governador do Estado de São Paulo

Futura Press
Alberto Goldman, Ricardo Teixeira e Gilberto Kassab
, Alberto Goldman, voltou hoje a cobrar do governo federal uma solução para a questão dos aeroportos na Região Metropolitana de São Paulo. Após reunião com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, durante o qual anunciaram que o Corinthians formalizou a intenção de ampliar seu projeto de estádio de 48 mil para 65 mil lugares, necessária para concorrer à abertura da Copa do Mundo, Goldman lamentou a ausência de um representante do governo federal para tratar do assunto.

Ao lado de Kassab, Goldman garantiu que governo e Prefeitura farão todos investimentos necessários para que o futuro estádio do Corinthians receba a abertura da Copa do Mundo, entre eles a ampliação de avenidas da região e da estação de Itaquera, na linha 3-Vermelha do Metrô, além dos trâmites necessários para a concessão de licenciamento ambiental (EIA-Rima). "A questão dos aeroportos o governo federal terá que resolver", afirmou.

Goldman disse ter a convicção de que o problema dos aeroportos será solucionado, ao menos de forma provisória, de forma a atender as necessidades para a Copa de 2014, mas cobrou uma solução definitiva para a Região Metropolitana de São Paulo, que conta com dois aeroportos - Congonhas e o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos - cuja demanda cresce a cada ano e está próxima de seu limite, de 35 milhões de pessoas por ano. "Pelo que acompanho, já avançou nessa direção com uma solução para o terminal de Guarulhos, que não vai ser a solução definitiva, me parece, mas provisória, e que vai permitir que na Copa nós tenhamos a possibilidade de atender as necessidades de aeroportos aqui em São Paulo".

O governador lembrou já ter enviado uma carta ao governo federal, sem resposta até o momento, solicitando autorização para iniciar a concessão para a construção de um terceiro aeroporto na Região Metropolitana de São Paulo. O objetivo, de acordo com ele, vai além da Copa de 2014. "Quando falamos de aeroportos não se trata de Copa, se trata de todo dia. A Copa é um ponto da curva, talvez um dos pontos mais difíceis da curva, mas nós temos problema nos aeroportos todos os dias, ontem, hoje e amanhã", disse. As discussões sobre a construção de um terceiro aeroporto começaram em 2007 e até agora não foram concluídas.

Copa

Goldman descartou qualquer possibilidade de o Estado investir recursos no novo estádio do Corinthians. "O Estado não pode, nem que quisesse. Ele não pode fazer investimentos públicos dentro de algo privado", afirmou. O governador disse ainda ter a convicção de que o projeto terá condições de ser equacionado financeiramente. "A maior parte dos recursos financeiros para esse estádio estão viabilizados e nós entendemos com isso que conseguimos dar o núcleo fundamental para a solução do problema", disse.

    Leia tudo sobre: aeroportoscopa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG