Funcionários de joalheria assaltada serão ouvidos esta semana

S. Rolin, localizada no Shopping Ibirapuera, em São Paulo, foi assaltada no início da noite de sábado

Ricardo Galhardo enviado iG Rio Grande do Sul |

Os policiais do 27º Distrito Policial de São Paulo, no Campo Belo, vão começar a ouvir os funcionários da joalheria S. Rolin, localizada no Shopping Ibirapuera, que foi assaltada no início da noite de sábado.

O objetivo é tentar fazer retratos falados dos assaltantes. Nenhum suspeito foi localizado até agora. A joalheria foi assaltada por volta das 19h30 de sábado por três homens. Segundo o boletim de ocorrência registrado no 27º DP, um deles entrou na loja, localizada no 3º piso do Shopping Ibirapuera, armado com um revólver calibre 38.

Ele teria rendido os funcionários enquanto os outros dois assaltantes limpavam as gavetas da joalheria. A loja não informou o valor das jóias roubadas.

O Shopping Ibirapuera é um dos mais antigos do País e fica em Moema, bairro nobre da Zona Sul da cidade.

O assalto à loja da S. Rolin é o terceiro a joalherias localizadas em shopping centers de São Paulo nos últimos meses. No dia 16 de maio oito homens armados invadiram o Shopping Cidade Jardim, um dos mais modernos e luxuosos da cidade, e assaltaram a loja da Tiffany & Co, levando R$ 1,5 milhão em peças.

Vinte dias depois quatro homens armados invadiram o Espaço Rolex, também no Shopping Cidade Jardim. Nos casos a polícia já prendeu alguns dos suspeitos.

Outros assaltos a joalherias

Na tarde desde sábado, dois homens armados assaltaram a CL Joias no 2º piso do Shopping Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro.

Segundo a Polícia Militar, eles chegaram no local em uma moto, por volta das 16 horas, e renderam os funcionários. De acordo com a assessoria do shopping, uma pequena quantidade de joias foi levada.

Na noite da sexta-feira, uma lotérica e uma joalheria foram alvo de assaltantes no interior do Hipermercado Carrefour, localizado no km 11,5 da Rodovia Anchieta, na Vila Vermelha, região do Sacomã, zona sul de São Paulo. Fortemente armados, os criminosos, após os dois assaltos, fugiram em um veículo de passeio e quatro motos.

Policiais Militares do 46º Batalhão não localizaram nenhum suspeito. A assessoria de imprensa do Carrefour não passou mais detalhes e afirmou que o setor de gerenciamento de crise da empresa irá apurar os dados e passá-los para a polícia, inclusive as imagens do circuito interno de TV.

*Com Agência Estado

    Leia tudo sobre: joalheriaassalto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG