Funcionários da Fundação Casa iniciam paralisação

Tanto a Fundação Casa quando o sindicato não tem um balanço do número de funcionários que paralisaram suas atividades

iG São Paulo |

Futura Press
Trabalhadores da Fundação Casa fazem piquete na manhã desta sexta-feira em frente ao Complexo Brás, em São Paulo
Os funcionários da Fundação Casa de São Paulo (ex-Febem) paralisaram suas atividades nesta manhã de sexta-feira. O Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança ao Adolescente e à Família do Estado de São Paulo (Sitraemfa) e a Fundação Casa ainda não têm um balanço da quantidade de funcionários que estão em greve.

Nesta sexta-feira pela manhã, trabalhadores da Fundação Casa em greve fizeram piquetes em vários pontos da capital, litoral e interior. O movimento grevista fará uma assembléia às 15h para avaliar a paralisação e decidir o futuro da greve.

Segundo o Sitraemfa, a decisão pela greve foi tomada devido ao "descaso" da Fundação em relação a data base da categoria, a segurança no local de trabalho e a questão do reajuste salarial. Desde 8 de maio, os trabalhadores entraram em estado de greve.

Em reunião realizada nesta quinta-feira no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª região, o desembargador Jomar Luz de Vassimon Freitas concedeu liminar requerida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) obrigando o sindicato a manter 80% dos funcionários durante a greve. A decisão atinge todos os cargos. O objetivo é a manutenção da guarda, fiscalização e cuidados dispensados aos mais de 6 mil adolescentes atendidos pela Fundação Casa.

    Leia tudo sobre: Fundação Casagreve

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG