Funcionários da Fundação Casa decidem manter greve

Segundo a instituição, a paralisação teve adesão média de até 8,2% no Estado

iG São Paulo |

Futura Press
Trabalhadores da Fundação Casa fazem piquete na manhã desta sexta-feira em frente ao Complexo Brás, em São Paulo

Os funcionários da Fundação Casa de São Paulo (ex-Febem) que paralisaram suas atividades nesta sexta-feira decidiram, em assembleia, manter a greve. Na próxima terça-feira, às 9h, haverá nova assembleia para avaliar os rumos da categoria.

Segundo a Fundação Casa, a paralisação teve adesão média de no máximo 8,2% no Estado de São Paulo. O índice de adesão à greve leva em conta o total de faltas injustificadas registradas durante o dia. Portanto, o percentual pode ser ainda menor, uma vez que algumas destas faltas ainda podem ser justificadas nas próximas 48 horas.

Em assembleia realizada nesta tarde, os trabalhadores do Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança ao Adolescente e à Família do Estado de São Paulo (Sitraemfa) avaliaram o movimento e concluíram que a "greve até agora surtiu o efeito desejado de mobilização".

Nesta manhã, trabalhadores em greve fizeram piquetes em vários pontos da capital, litoral e interior. O movimento grevista fará uma assembléia às 15h para avaliar a paralisação e decidir o futuro da greve.

Segundo o Sitraemfa, a decisão pela greve foi tomada devido ao "descaso" da Fundação em relação a data base da categoria, a segurança no local de trabalho e a questão do reajuste salarial. Desde 8 de maio, os trabalhadores entraram em estado de greve.

De acordo com a Fundação Casa, em algumas unidades do Interior e da capital, o Sitraemfa descumpriu a determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª região de manter 80% dos trabalhadores na ativa durante a greve. O objetivo da decisão é a manutenção da guarda, fiscalização e cuidados dispensados aos mais de 6 mil adolescentes. O descumprimento da liminar renderia multa diária de R$ 200 mil ao sindicat. A Fundação Casa informou que vai encaminhar ao TRT os casos de descumprimento.

    Leia tudo sobre: greveFundação Casa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG