'Foi um cenário de terror', diz vítima de acidente

Eduardo Guilherme Scabasso, de 23 anos, é um dos 15 feridos na queda de ônibus em viaduto em São Caetano do Sul

Carolina Garcia, iG São Paulo |

Adriano Lima/ Fotoarena
Eduardo Scabasso teve ferimentos leves
O auxiliar de cabeleireiro Eduardo Guilherme Scabasso, 23 anos, é um dos 15 feridos no acidente envolvendo um ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) , que caiu de um viaduto em São Caetano do Sul. 'Foi um cenário de terror. Estava em pé e ouvi pessoas gritando', conta.

O passageiro foi levado para o Hospital Municipal Albert Sabin e, após atendimento médico, recebeu alta por volta das 13h. Ele sofreu pancadas nas costas e um ferimento no braço.

Segundo Scabasso, nenhum passageiro foi arremessado para fora do ônibus e, a maioria, saiu pelo vidro de trás. Prestes a ser pai, conta que há duas semanas sofreu um acidente de carro.

Adriano Lima/ Fotoarena
Cleide Aparecida de Brito
Cleide Aparecida, de 41 anos, deixou o hospital em uma cadeira de rodas. "Só lembro de estar em um banco alto e sentir pessoas caindo em cima de mim."

O cobrador do ônibus Clóvis Santos Galdino, de 38 anos, também recebeu alta após ser atendido no hospital. Ele conta que um veículo trafegava na rua na contramão e a motorista Lilian Souza Freitas, de 30 anos, reagiu pisando no freio para evitar a colisão. "Como era paralelepípedo, o ônibus deslizou e ficou de frente para o barranco. Nisso caímos", afirmou ao iG . "Ouvi as pessoas gritando no viaduto 'Olha o trem, olha o trem'. Percebi que o trem já estava com velocidade reduzida."

O marido da passageira Márcia Aparecida, o marceneiro João Vicentino, diz que a mulher viu o carro na contramão. “Ali é perigoso e todo mundo sabe. O viaduto começa com paralelepípedo. Aquilo na chuva fica escorregadio.”

    Leia tudo sobre: acidentetremônibuscptm

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG