Filho é preso após agredir mãe de 80 anos na Grande SP

Polícia Milistar foi até o local após receber chamado de vizinhos que ouviram gritos da idosa

AE |

selo

O desempregado Célio Davi, de 55 anos, foi preso na madrugada desta quarta-feira em Guarulhos, na Grande São Paulo, acusado de ter espancado sua mãe, a aposentada Terezinha Ferreira de Mendonça, de 80 anos. O filho foi preso em flagrante por violência doméstica e enquadrado na Lei Maria da Penha. Ele pode pegar até 3 anos de prisão.

A Polícia Militar (PM) foi até o local da agressão após receber chamado de vizinhos que ouviram os gritos da idosa. Segundo a PM, ela tinha hematomas no rosto e estava na calçada de sua casa, na Rua Freire de Andrade, Jardim Vila Galvão. A polícia invadiu a residência e encontrou o filho no sofá, vendo televisão. Segundo os policiais militares, ele negou a agressão e disse que a mãe havia se machucado numa queda.

Terezinha foi levada ao pronto-socorro Padre Bento, submetida a radiografias e medicada. A idosa ainda protestou no Distrito Policial de Guarulhos contra a prisão de seu filho. "Pode acontecer o que for, mas tenho dó de largar, é meu filho", disse ela.

Terezinha contou que seu outro filho - assassinado em 2000 aos 43 anos - era "um bom rapaz" e a protegia das agressões de Célio. Depois da morte, porém, mãe e filho continuaram a morar juntos e a violência aumentou. Os vizinhos dizem que Célio não trabalha e seria viciado em crack.

    Leia tudo sobre: agressãoidosasão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG