Faltam 447 médicos em hospitais municipais de SP

Comissão de vereadores fez a vistoria nos quatro principais hospitais da capital

iG São Paulo |

Vistoria realizada neste ano pela Comissão de Saúde da Câmara Municipal em quatro hospitais da Prefeitura de São Paulo apontou a falta de, em média, 112 médicos por unidade e a ausência de um total de 447 profissionais de diversas especialidades. O problema, diz a comissão, causou a queda de alguns atendimentos.

Hoje, segundo o Ministério Público Estadual, a falta de médicos é um dos principais problemas da saúde pública municipal. Entre os serviços que tiveram queda estão a emergência e as cirurgias, setores usados até por quem tem convênio médico.

Os hospitais vistoriados foram os do Tatuapé, de Itaquera e de Ermelino Matarazzo, na zona leste, e do Campo Limpo, na zona sul. Juntos, fizeram 39% dos 3,1 milhões de atendimentos de urgência da rede em 2009.

A Prefeitura nega a falta de médicos e diz que o número cresceu 45% de 2004 para cá, passando de 8.606 para 12.496. Sobre o número de vagas, alega que o número de leitos de toda a rede passou de 2.120 para 2.798, no período de 2004 a 2009

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirma que "em 2009, pela primeira vez em sua história a cidade de São Paulo atingiu o parâmetro do Ministério da Saúde que estipula que consultas de urgência e emergência devem estar próximas a 15% do total de consultas realizadas pela rede de Saúde. Em números absolutos, foram cerca de 4 milhões de consultas de urgência e emergência para um universo total de 26 milhões de consultas, somente no ano de 2009". As informações são do "Jornal da Tarde".

    Leia tudo sobre: hospitaismédicosdéficit

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG