Executivo é morto em sequestro-relâmpago em SP

Policiais chegaram a perseguir o veículo, mas criminosos conseguiram escapar. Executivo foi morto com um tiro no pescoço

iG São Paulo |

null

O farmacêutico Carlos Alberto Viviani, de 43 anos, foi morto em um sequestro-relâmpago na zona sul de São Paulo na segunda-feira. De acordo com informações da polícia, Viviani foi abordado por dois homens armados no bairro de Moema, zona sul de São Paulo.

A Polícia Militar chegou a desconfiar do sequestro e a perseguir o veículo, mas os bandidos conseguiram escapar.

Cerca de uma hora depois, a polícia localizou o veículo na Rua Padre José Grieco, na Cidade Jardim, em uma área nobre próxima ao shopping Cidade Jardim, também na zona sul da cidade.

Viviani foi encontrado morto, no banco do passageiro, com um tiro no pescoço. Os criminosos conseguiram escapar.

O executivo deixa mulher e dois filhos. O caso está registrado no 34º Distrito Policial, na Vila Sônia.

    Leia tudo sobre: políciasequestro-relâmpagoSão Paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG