Ex-delegado da Civil em Itapetininga deixa prisão

Ele é réu em um processo criminal em que é acusado de formação de quadrilha, concussão (extorsão) e peculato

AE |

selo

O ex-delegado seccional da Polícia Civil de Itapetininga (SP), José Antonio Vieira Ramos, foi solto na noite de ontem. Ele foi preso no dia 6 de abril, durante a Operação Usurpação, da Polícia Federal (PF). Ramos foi beneficiado por um habeas corpus concedido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e vai aguardar o julgamento em liberdade.

Ele é réu em um processo criminal em que é acusado de formação de quadrilha, concussão (extorsão) e peculato. Segundo a PF, o delegado participava de um esquema de coação à prefeituras e organizadores de eventos para a venda de serviços de segurança.

A operação prendeu 14 pessoas, entre elas dois delegados da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da cidade. Ramos é investigado também pela Corregedoria da Polícia Civil e está afastado do cargo desde a prisão. Os outros dois delegados, Ivan Scott e Alexandre Viana, permanecem presos, mas podem ser beneficiados pela decisão que favoreceu Ramos.

    Leia tudo sobre: delegadoprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG