Estudantes do Mackenzie são presos por envolvimento com tráfico

Após infiltrar agentes na região da universidade, policiais prenderam 20 pessoas suspeitas de vender ou portar drogas

iG São Paulo |

Vinte pessoas suspeitas de vender ou portar drogas como maconha, cocaína e lança-perfume foram detidas nesta sexta-feira durante ação da Polícia Civil nas proximidades da Universidade Mackenzie, em Higienópolis, região central de São Paulo.

A operação contou com 30 policiais e foi coordenada pelo Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic).

AE/SERGIO NEVES
O delegado Osvaldo Nico Gonçalves, durante entrevista coletiva no Deic, em São Paulo
Segundo o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, supervisor do Garra, a freqüência é formada por estudantes da universidade e da escola de enfermagem da Santa Casa. Entre os detidos, sete são universitários. Cinco pessoas autuadas por tráfico - três deles estudantes universitários do curso de engenharia.

A ação acontece após mais de 30 dias de apurações realizadas em bares das ruas Doutor Cesário Mota Júnior e Maria Borba. Investigadores se infiltraram entre os estudantes, usuários e supostos traficantes. Segundo a polícia, as incursões permitiram identificar os principais fornecedores de drogas e o uso constante dos entorpecentes pelos jovens. Imagens da movimentação foram registradas pelos policiais.

Em nota, o Mackenzie informou ter tomado ciência dos fatos e argumentou que o episódio aconteceu fora das dependências do campus da universidade. “A instituição não tem ingerência em ações ocorridas em espaço público”, diz a nota.

A universidade informou ainda que desenvolve campanhas antidrogas em seus campi e que orienta os alunos sobre os malefícios no uso de drogas ilícitas e lícitas.

    Leia tudo sobre: MackenzieprisõesDeicdrogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG