Estudante de direito é preso suspeito de cobrar por falso emprego

Segundo a polícia, homem de 38 anos cobrava até R$ 4 de vítimas com a promessa de empregos com salários de R$ 8 mil em SP

iG São Paulo |

Um homem de 38 anos, estudante de Direito, foi preso, na tarde de quarta-feira, suspeito de cobrar até  até R$ 4 mil por supostas vagas de emprego cujos salários iriam a até R$ 8 mil.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP -SP) , o golpe foi descoberto após uma mulher de 37 anos, assistente social, desconfiar da oferta. Ela teria que pagar R$ 2 mil para que o estudante encontrasse um emprego para o filho dela.

A assistente procurou a polícia para denunciar o possível estelionatário. Os policiais fizeram cópias das cédulas e pediram que a mulher ligasse combinando o local do encontro para o pagamento, em um bar no cruzamento da avenida Álvaro Ramos com a rua Conselheiro Cotegipe, no Belém, zona leste da cidade.

Agentes montaram campana nas proximidades do bar e viram quando o estudante chegou em um Peugeot Hoggar XR prata. Ele pediu que a assistente entrasse no carro para lhe entregar o dinheiro e, na hora de sair do local, foi abordado pelos PMs.

Conforme a polícia, montantes de dinheiro foram encontrados no carro e, questionado sobre os valores, o suspeito não soube se explciar. Ele foi preso e conduzido ao Serviço de Investigações Gerais (SIG) da 5ª Seccional Leste onde foi indiciado por tentativa de estelionato. O dinheiro apreendido foi entregue à vítima e, o carro, ao legítimo proprietário.

A polícia considera que ele já cometeu o mesmo tipo de crime pelo menos nos Estados de Espírito Santo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, mas ainda investiga quem foram as vítimas.

    Leia tudo sobre: estelionatáriofalso empregosão paulogolpe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG