Empresário que atropelou professora deve responder por homicídio culposo

A professora Maria Angélica Soler atravessava uma rua da esquina de sua casa quando foi atropelada pelo carro do empresário

iG São Paulo |

O empresário Valmir Prado da Costa, que atropelou a professora aposentada Maria Angélica Victoria Miguela Careaga Soler, vai responder, a princípio, por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). A polícia de São Paulo abriu inquérito policial para apurar o atropelamento.

Exames periciais foram requisitados e testemunhas ainda precisam ser ouvidas para que o inquérito seja concluído. “Só depois de ter todas as provas, vamos chegar a uma conclusão”, explica o delegado titular do 77° Distrito Policial (Santa Cecília), Marcos Galli Casseb.

A professora morreu na noite de sábado (13) depois de ser atropelada na alameda Barros , próximo à esquina da rua São Vicente de Paula, em Higienópolis, bairro nobre do centro de São Paulo. Testemunhas afirmaram que o empresário estava em alta velocidade e apresentava sinais de embriaguez.

Ele foi até a delegacia dirigindo o próprio veículo e prestou um primeiro depoimento no qual afirmou que a vítima teria atravessado a rua fora da faixa de pedestres. Policiais que estavam de plantão no 77°DP não constataram sinais de embriaguez, segundo o delegado Casseb. A vítima chegou a ser levada com vida para o Pronto-Socorro da Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo de Maria Angélica foi enterrado nesta tarde no Cemitério do Araçá, Consolação, depois de ser velado na Igreja Coração de Maria, em Santa Cecília.

A professora

Segundo a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), a professora Maria Angélica Victoria Miguela Careaga Soler nasceu em 1936, em Assunção, no Paraguai. Ela entrou na graduação do curso de História em 1962 na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Sedes Sapientiae.

Em 1965, quando estava no último ano do curso, começou a dar aulas em um colégio noturno que as religiosas da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Sedes Sapientiae mantinham para alunos carentes. Fez especialização em História Moderna na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Sedes Sapientiae (1969 a 1970) e doutorado em História Social, na USP (1973 a 1982).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG