Empresário é morto dentro de casa na zona norte de São Paulo

Nada foi roubado e polícia ainda não sabe qual a motivação do crime

AE |

selo

O advogado e dono de imobiliária Carlos Alberto Fidalgo Tavares, de 55 anos, foi morto, na noite de quinta-feira (28), com dois tiros na cabeça. No momento do crime, ele estava dentro de casa - um sobrado de classe média alta - localizada na Avenida Conceição, na Vila Ede, na zona norte de São Paulo.

A Polícia Civil ainda não sabe qual a motivação do crime, nem como o invasor entrou na casa. Nada foi roubado. A esposa de Tavares, Vera Doroci Calzado, de 56 anos, e o filho do casal, Júnior, de 17 anos, assistiam à televisão em um dos quartos quando ouviram o advogado gritar pelo nome do adolescente.

Na sequência, ouviram três disparos de arma de fogo e latidos dos dois cachorros da residência. Com medo, os dois ligaram para a Polícia Militar (PM) e só deixaram o quarto quando uma viatura apareceu. O advogado, de pijama, já estava morto, caído na cozinha.

O caso será registrado no 9º Distrito Policial, do Carandiru, como homicídio. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) assumiu as investigações.

    Leia tudo sobre: assassinatoempresário

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG