Caminhão da Era Técnica foi flagrado jogando entulho em um córrego da capital de São Paulo

selo

A Era Técnica Engenharia, Construções e Serviços Ltda. afastou preventivamente o funcionário flagrado, na última quinta-feira, despejando entulho próximo a um córrego em M'Boi Mirim, na zona sul da capital paulista, enquanto dirigia um caminhão que prestava serviço para a subprefeitura de Campo Limpo. A empresa tem contratos com três secretarias municipais e 23 subprefeituras, pelos quais recebe cerca de R$ 69 milhões, conforme noticiaram neste sábado o Jornal da Tarde e O Estado de S. Paulo .

Em nota enviada neste sábado, a Era Técnica afirma que o material, que havia sido deixado irregularmente na Rua Jorge Fares, foi removido. A empresa diz, também, que "desenvolve práticas de responsabilidade socioambiental em suas ações do cotidiano" e se colocou à disposição das autoridades para "prestar os devidos esclarecimentos". A Era Técnica havia sido procurada anteontem pelo JT - por telefone e Email.

O subprefeito de M'Boi Mirim, Beto Mendes, esclarece que o caminhão prestava serviço para a subprefeitura de Campo Limpo e foi apreendido na sua área - ao contrário do que foi noticiado pelo JT. A informação errada de que o automóvel fora flagrado em Campo Limpo foi passada pela Secretaria de Coordenação das Subprefeituras em um Email enviado às 18h49 de quinta-feira.

Na manhã deste sábado, cinco veículos foram flagrados despejando irregularmente entulho em um terreno cortado por um estreito córrego na região de Parelheiros, zona sul de São Paulo. Os cinco motoristas e o dono da propriedade foram levados para o 48º Distrito Policial (Cidade Dutra) e autuados por crime ambiental, devendo, cada um deles, pagar multa de R$ 12 mil, diz a Prefeitura. Ainda não se sabe para quem estavam prestando serviço.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.