Em São Paulo, nova unidade da PM vai policiar as marginais

Medida é tomada após uma onda de arrastões atingir a Marginal Pinheiros e a Marginal Tietê nos últimos meses

AE |

selo

Uma nova unidade da Polícia Militar (PM) vai ser criada para realizar o policiamento nos 43 quilômetros da Marginal Tietê e Marginal Pinheiros. A 3ª Companhia do 2º Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) será anunciada amanhã pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) e pelo secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto.

A medida é tomada após uma onda de arrastões atingir as duas vias nos últimos meses. Desde a última segunda-feira, a PM atua com uma nova estratégia de segurança nas marginais. A medida foi antecipada após uma tentativa de assalto na Marginal do Pinheiros, na semana passada, contra a jornalista Joanna de Assis , de 29 anos. A corporação promete manter viaturas em 54 pontos das vias expressas por tempo indeterminado. Outra medida prevista é o reforço de patrulhamento com motos: mais 28 percorrerão as duas vias expressas.

A Marginal do Pinheiros, onde ladrões recorrem a pedras para obrigar os motoristas a parar, terá viaturas por 24 horas em quatro pontos. Em outros 13 trechos, os policiais permanecerão por 12 horas. Na Marginal do Tietê, a rotatividade dos policiais será maior. Ao longo do dia, eles vão se revezar em 37 pontos. Cada viatura ficará em um deles por até 12 horas.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG