Foram ocupados um terreno em Embu e outro em Santo André, MTST chama de "Novo Pinheirinho"

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocuparam duas áreas na região metropolitana de São Paulo como “resposta ao despejo violento” ocorrido em janeiro na comunidade do , em São José dos Campos (SP). Em sua página na internet, o movimento chama as ocupações de "Novo Pinheirinho".

Terreno ocupado em Embu pertence a CDHU e tem área de 433 mil metros quadrados
AE
Terreno ocupado em Embu pertence a CDHU e tem área de 433 mil metros quadrados

Segundo o movimento, foi ocupado um terreno conhecido como Roque Valente, no Parque Pirajuçara, em Embu, e um terreno no Jardim Santa Cristina, em Santo André. A informação foi confirmada pela Polícia Militar (PM).

As ocupações aconteceram durante a madrugada e, de acordo com a PM, de forma pacífica. Na cidade de Embu, a ocupação ocorreu por volta da meia-noite e a polícia contabilizou cerca de 600 pessoas. A organização do MTST estima em 800 famílias.

O terreno tem área de 433.800 metros quadrados e é de propriedade da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), órgão do governo estadual.

A área em Santo André, de acordo com a PM, foi ocupada à 1h30 por cerca de 150 pessoas – para o movimento, 450 famílias participaram da ocupação do terreno no Jardim Cristina.

Terreno invadido durante a madrugada em Embu por integrantes do MTST
AE
Terreno invadido durante a madrugada em Embu por integrantes do MTST

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.