Em resposta a Pinheirinho, duas invasões em São Paulo

Foram ocupados um terreno em Embu e outro em Santo André, MTST chama de "Novo Pinheirinho"

Agência Brasil |

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocuparam duas áreas na região metropolitana de São Paulo como “resposta ao despejo violento” ocorrido em janeiro na comunidade do , em São José dos Campos (SP). Em sua página na internet, o movimento chama as ocupações de "Novo Pinheirinho".

AE
Terreno ocupado em Embu pertence a CDHU e tem área de 433 mil metros quadrados

Segundo o movimento, foi ocupado um terreno conhecido como Roque Valente, no Parque Pirajuçara, em Embu, e um terreno no Jardim Santa Cristina, em Santo André. A informação foi confirmada pela Polícia Militar (PM).

As ocupações aconteceram durante a madrugada e, de acordo com a PM, de forma pacífica. Na cidade de Embu, a ocupação ocorreu por volta da meia-noite e a polícia contabilizou cerca de 600 pessoas. A organização do MTST estima em 800 famílias.

O terreno tem área de 433.800 metros quadrados e é de propriedade da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), órgão do governo estadual.

A área em Santo André, de acordo com a PM, foi ocupada à 1h30 por cerca de 150 pessoas – para o movimento, 450 famílias participaram da ocupação do terreno no Jardim Cristina.

AE
Terreno invadido durante a madrugada em Embu por integrantes do MTST

    Leia tudo sobre: invasõespinheirinhoreintegração de possemtst

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG