Em carta, menina de 9 anos relata abusos sexuais sofridos

Mãe, padrasto e marido da avó da garota foram presos em Itapuí, interior de São Paulo. Menina escreveu cartas na delegacia

iG São Paulo |

A menina E.C.R.L de apenas nove anos emocionou policiais da delegacia de Itapuí, interior de São Paulo, ao escrever cartas em que relatava tristeza por ter sido abusada sexualmente pelo marido da avó e pelo padrasto. Na quarta-feira (25), os policiais da cidade foram notificados de uma denúncia anônima recebida pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República e resolveram investigar o caso.

Quando chegaram à casa da família, os policiais encontraram o padrasto da menina, J.O, 24 anos, que confessou o crime e recebeu voz de prisão. Durante depoimento prestado na delegacia, ele reafirmou ser culpado e denunciou o marido da avó dela. Ele declarou que ao descobri que J.B.D, de 44 anos, estava abusando da menina, aproveitou a situação para estuprá-la também.

O marido da avó negou o crime, mas também foi preso. A mãe dela, V.R.L.O, 28 anos, foi localizada no trabalho e contou que sabia dos abusos – iniciados quando a filha ainda tinha quatro anos – mas que tinha medo de denunciar o companheiro porque era ele quem sustentava financeiramente a casa. Ela também foi presa.

A avó da menina, segundo os policiais, acompanhou o caso chocada e aparentava não saber dos abusos. O delegado responsável, Tiago José dos Santos Hungaro, recebeu as cartas escritas pela garota enquanto ela estava na delegacia, sempre acompanhada por funcionárias do Conselho Tutelar. Um trecho da carta diz “você nunca foi o meu avô e nunca vai ser. Eu te odeio muito. Queria que você fosse preso para sempre.”

    Leia tudo sobre: abuso sexualestupromeninamãepadrastomarido da avó

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG