Em 1º dia de multas, SP tem mais atropelamentos que a média de 2010

Segundo o Corpo de Bombeiros, pelo menos 20 casos de atropelamentos foram registrados nesta segunda-feira na capital paulista

iG São Paulo |

Guilherme de Lara Campos/ FotoArena
Agente da CET observa viatura do órgão invadir faixa de pedestre durante travessia
O Corpo de Bombeiros atendeu a pelo menos 20 ocorrências de atropelamento na capital paulista até o início da noite desta segunda-feira. Segundo a assessoria de imprensa dos bombeiros, não há dados sobre o número de atropelamentos da última segunda-feira que permita uma comparação com os dados de hoje. Mas o número já é maior que a média de atropelamentos registrados no último ano, que são 19 por dia . Ainda não há um balanço com números de 2011.

Hoje, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) começou a intensificar a fiscalização aos motoristas e motociclistas que deixarem de dar preferência aos pedestres durante a travessia de uma rua ou avenida na capital do Estado. Em outros municípios do Estado, foram pelo menos mais oito ocorrências de atropelamentos atendidas pelos bombeiros nesta segunda-feira.

Segundo a CET, a fiscalização foca três enquadramentos do Código de Trânsito Brasileiro: deixar de dar preferência aos pedestres sobre a faixa de segurança; não dar preferência quando as pessoas a pé não terminaram de atravessar uma rua (mesmo que o semáforo para carros já esteja aberto); e não dar a preferência aos pedestres quando o motorista vira em uma rua transversal. 

Nesta segunda-feira, a reportagem do iG percorreu alguns cruzamentos da região central para acompanhar as ações dos motoristas e inclusive flagou uma viatura da CET desrespeitando os direitos dos pedestres . Em todos os locais, o assunto “respeito aos pedestres” era o mais comentado. No cruzamento das avenidas Paulista com Brigadeiro Luís Antônio, região central, a situação era considerada tranquila por um agente da CET. Para ele, “os motoristas estão atentos e percebem a importância da campanha”.

Para quem deixar de dar preferência aos pedestres sobre a faixa de segurança ou não dar preferência quando as pessoas a pé não terminaram de atravessar uma rua as multas são consideradas infrações gravíssimas com o valor de R$ 191,53 e perda de 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Não dar a preferência aos pedestres quando o motorista vira em uma rua transversal é considerada infração grave, sujeita a multa de R$ 127,69 e acrescenta 5 pontos na CNH. 

Inicialmente, a ação será concentrada na região compreendida pelas regiões central e da avenida Paulista, as primeiras a receber os orientadores de travessia do Programa de Proteção ao Pedestre, lançado em 11 de maio.Serão 154 agentes de trânsito da CET que irão fiscalizar a região, divididos em três turnos ao longo do dia. Alguns deles, além de autuar os condutores que desrespeitarem a faixa de travessia, atuarão também na fiscalização da zona azul. 

*com AE

    Leia tudo sobre: atropelamentospedestreinfográfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG