Peças foram roubadas de joalheria em São Paulo em maio do ano passado. Funcionários da Tiffany reconheceram joias

selo

Quatro criminosos, dois deles acusados de receptação de parte das joias roubadas no assalto à joalheria Tiffany, dentro do Shopping Cidade Jardim, na zona sul de São Paulo, foram detidos por policiais do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) na tarde de segunda-feira (13), na zona leste da capital. O crime ocorreu no dia 16 de maio de 2010.

O soldador Gilvaldo Benedito da Rocha, de 35 anos, que começou a ser investigado há 60 dias, e o borracheiro Flávio da Silva Furtado, 32, estavam dentro de um Ford Escort quando foram abordados pelos policiais próximo à estação Carrão do Metrô.

Os policiais encontraram quatro joias em poder do soldador. Outras duas peças estavam no veículo. As seis foram reconhecidas pelos funcionários da joalheria. Após a prisão da dupla, os policiais foram até três apartamentos em São Mateus, também na zona leste.

Em um deles, foram presos o repositor Marcelo Felix Claudino, 28, e o mecânico Frederick Johnson, 33, nascido em Serra Leoa, na África. Segundo a polícia, os dois seriam integrantes da mesma quadrilha, mas em poder deles foram encontrados apenas dois tijolos de maconha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.