DNA comprova que não houve troca de bebês em Santos

Resultado do exame mostra que houve erro de ultrassonografias que apontavam dois meninos ao invés de um casal

Fernanda Simas, iG São Paulo |

Os bebês Nicole e Gustavo, que nasceram na última sexta-feira (18) no Hospital São Lucas, em Santos, são mesmo irmãos. A informação foi confirmada por um exame de DNA, que teve o resultado divulgado na tarde desta terça-feira.

O exame foi feito nos dois recém-nascidos devido à possibilidade de ter havido uma troca no hospital, já que o casal Rodrigo Amarelo e Hevelyn Otero Pires Amarelo acreditava estar esperando dois meninos. Durante a gravidez, cinco ultrassonografias foram feitas e todas indicavam que os gêmeos eram do sexo masculino.

Após o parto, a família recebeu as pulseiras identificando as crianças como sendo do sexo masculino, mesma informação presente nas carteirinhas com a impressão dos pés de cada um. Mas, sete horas depois, na primeira troca de fraldas, uma enfermeira notou que uma das crianças era menina.

A direção do hospital considera que o erro foi da equipe de enfermagem, que adiantou a confecção das pulseiras de identificação com base na informação da família e do ultrassom e não realizou o procedimento necessário de checagem, na hora dos nascimentos. Um processo administrativo está sendo feito e as medidas internas cabíveis serão tomadas.

O primeiro bebê a nascer – justamente a menina Nicole – foi embrulhado na mantinha e levado direto para o berçário porque a equipe tinha pressa em realizar o parto de Gustavo, que estava com o cordão umbilical enrolado no pescoço.

Os gêmeos passam bem e já tiveram alta do hospital. O casal Rodrigo e Hevelyn foi para casa, com a certeza de estar com os próprios bebês.

    Leia tudo sobre: gêmeosdna

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG