Depois de SP, Mogi das Cruzes autoriza "bico oficial"

Prefeitura pretende investir R$ 100 mil anuais com o pagamento dos policiais

iG São Paulo |

A cidade Mogi das Cruzes é oficialmente o segundo município do Estado de São Paulo a adotar a Operação Delegada, conhecida como “bico oficial”, no qual 30 policiais militares trabalharão em escala especial e facultativa com os mesmos equipamentos (farda, viaturas, arma e colete de proteção individual, da corporação) usados no dia-a-dia. “É uma grande valorização dos policiais”, disse o comandante geral da PM, coronel Camilo.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), com o trabalho extra, o policial militar tem chance de ter sua renda aumentada. A prefeitura local planeja investir R$ 100 mil anuais com o pagamento dos policiais. Os oficiais receberão R$ 11,32 por hora trabalhada; os praças receberão R$ 7,92.

O convênio foi assinado, na tarde desta terça, pelo governador Geraldo Alckmin, pelo prefeito de Mogi das Cruzes, Marco Aurélio Bertaiolli, pelo secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, e pelo comandante da Polícia Militar, coronel Álvaro Batista Camilo.

O convênio tem duração de três anos, a contar de hoje, podendo ser prorrogado por mais cinco anos. Se houver necessidade, o efetivo disponibilizado pela PM pode ser aumentado ou diminuído. Nos próximos 30 dias, a operação será implantada em áreas pilotos para avaliar seu impacto e adequação de rotinas administrativas e operacionais.

    Leia tudo sobre: fiscalizaçãodelegadapolíciasão paulomogi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG