Delegados são transferidos após roubo e invasão de DP

Delegacia foi invadida no último domingo. Antes, mulher foi roubada no interior do distrito e na frente de policiais

iG São Paulo |

Futura Press
Delegado Moacir Rodrigues de Mendonça é afastado
Depois que uma mulher foi roubada no interior do 1º Distrito Policial e do prédio ter sido invadido e depredado, o diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-7), Weldon Carlos da Costa, anunciou hoje mudanças na Polícia Civil de Salto, no interior de São Paulo. O delegado do município, Moacir Rodrigues de Mendonça, e o titular do 1º DP, Luciano Carneiro de Paiva, foram afastados das funções. 

De acordo com Costa, as mudanças são necessárias para resgatar a credibilidade da Polícia Civil, "sensivelmente abalada pelos lamentáveis episódios". Ele disse que os delegados falharam em não ter providenciado segurança para o DP, com a instalação de câmeras e a contratação de vigilância privada.

Roubada dentro da delegacia

A comerciante Nadir Parasso, de 52 anos, teve a bolsa com R$ 13,5 mil roubada por um ladrão na frente de policiais, na última quinta-feira, quando registrava uma ocorrência. Dias depois, a mesma unidade foi invadida e depredada por desconhecidos. Os dois crimes ainda não foram solucionados. 

Para o diretor do Deinter, nesses casos não foram observadas regras elementares de conduta pelos envolvidos. Depois da primeira ocorrência, em que os policiais ficaram sem ação frente à ousadia do bandido, deveriam ter sido tomadas medidas para a proteção da unidade, inclusive com a contratação de vigilância privada. 

"Se houvesse solicitação, eu autorizaria contratar vigilância terceirizada para o DP. Isso é normal, pois os policiais ficam liberados para as funções deles. Temos um serviço de vigilância terceirizado aqui no nosso prédio (Deinter) e em outras unidades que funcionam 24 horas", disse Costa. Somente após a invasão, o prédio passou a ser vigiado dia e noite por policiais. 

O novo delegado titular de Salto passa a ser João Edson Pignata, até então delegado da Infância e Juventude de Sorocaba. O delegado Mendonça passou a responder pelo 2º Distrito Policial. O delegado Paiva, que respondia pelo 1º DP, foi transferido para o quadro da delegacia do município. Em seu lugar assume o delegado Paulo Henrique D'Angioli.

Futura Press
Fachada da delegacia de Salto que foi invadida no último domingo
Funcionários

Costa também transferiu do 1º DP o escrivão e a carcereira que trabalhavam no local na hora do roubo. "A eventual responsabilidade administrativa ou criminal desses agentes será apurada pela Corregedoria (da Polícia Civil)", disse. Os dois policiais já foram ouvidos pelo delegado corregedor, Márcio Vieira Rodrigues, assim como a atendente - funcionária pública cedida à Polícia Civil - que também presenciou o roubo. O diretor do Deinter transferiu a condução dos inquéritos que apuram os casos para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba. 

A polícia mantém a caça aos autores do roubo e do ataque ao DP. O homem que roubou R$ 13,5 mil da comerciante teve divulgado o retrato falado. Cerca de 60 policiais continuavam fazendo buscas e investigações.

    Leia tudo sobre: Saltodelegacia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG