Dados criminais serão divulgados mensalmente em São Paulo

Dados sobre homicídios, roubos e outros tipos de crimes serão por Distrito Policial

iG São Paulo |

A partir de abril os dados criminais do Estado de São Paulo serão divulgados mensalmente e por Distrito Policial, não mais apenas por municípios, no Diário Oficial do Estado (DOE) e no portal da Secretaria de Segurança Pública (SSP). As estatísticas criminais ajudam as polícias a tomar decisões no combate ao crime. Desde 1995, eram publicadas trimestralmente.

Para o governador Geraldo Alckmin, a mudança está de acordo com os princípios da transparência de sua administração. O secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, aproveitou o anúncio da medida, feito essa quarta-feira, para adiantar que, futuramente, essa divulgação poderá ser feita por bairros.

Boletins de ocorrência na PM

O sistema de expedição de boletins de ocorrência passa a ser utilizado pela Polícia Militar em todo o Estado de São Paulo a partir desta quarta-feira. O serviço, que visa descongestionar os distritos policiais, será implantado de forma gradativa até o final de agosto.

A 4ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), localizada no bairro de Ermelino Matarazzo, na zona leste da capital, registra BOs há mais de um mês. A partir de hoje, outras sete unidades da PM na região vão registrar ocorrências - além das 12 unidades policiais civis existentes.

Uma pesquisa de opinião com 30 vítimas que compareceram às unidades da PM para registrar o BO aponta que o tempo de duração para o registro da ocorrência foi classificado como ótimo por 19 pessoas e como bom pelas outras 11. Questionadas sobre o atendimento, 22 qualificaram como ótimo e as outras oito, como bom. A PM elaborou 41 boletins de ocorrência em 30 dias.

De acordo com o mandatário, o compartilhamento do sistema Fotocrim – banco de dados da Polícia Militar com fotos de criminosos – com a Polícia Civil e acompanha a entrega de um lote de 229 novas viaturas – 97 carros e 132 motos – também passa a ser adotado pelo Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran).

Com a medida, os cidadãos poderão registrar ocorrências de furtos, extravio de documentos e desaparecimento de pessoas em qualquer batalhão ou base comunitária da PM. Esses serviços eram oferecidos apenas pela internet e em distritos policiais.

    Leia tudo sobre: crimeshomicídiossão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG