Cubatão (SP) quer retirar 93 famílias de áreas de risco

Agentes da Prefeitura tentam convencer 82 famílias a aceitar bolsa aluguel de R$ 400 até construção de conjuntos habitacionais

AE |

selo

A cidade de Cubatão, em São Paulo, quer remover 93 famílias que vivem em áreas de risco. No último sábado, um mutirão foi feito para atualizar cadastros e conscientizar moradores que vivem nessas áreas, nas encostas da Serra do Mar, segundo informações da Prefeitura.  

As equipes conversaram com 82 famílias que moram em locais considerados de alto risco de deslizamento dos núcleos habitacionais das Cotas 400, 200, 100, 95 e Grotão e Pinheiro do Miranda. O objetivo principal foi convencer os moradores a aceitar o auxílio-aluguel de R$ 400 por mês, oferecido pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), até a transferência definitiva para um dos conjuntos habitacionais.

Também foram atualizados os cadastros de 11 famílias que residem em área de risco de inundações no Caminho dos Pilões. A administração informou que tenta incluir estas famílias no benefício do auxílio-aluguel, pago pelo CDHU.

    Leia tudo sobre: cubatãoárea de riscofamílias

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG