Criança se afoga em balde de água no interior de SP

Bebê de um ano e quatro meses foi socorrido, ficou internado na UTI, mas não resistiu

AE |

O menino Mateus Rocha Velo, de um ano e quatro meses, morreu na madrugada desta sexta-feira, em consequência de um afogamento sofrido na manhã de quinta-feira. O garoto havia caído dentro de um balde com água, na antiga estação ferroviária de Botucatu (SP), na rua Benjamim Constant, utilizada pela família como moradia. A mãe, Elizabete Rocha, disse que limpava um cômodo e quando retornou à plataforma, hoje utilizada como quintal, encontrou a criança caída no balde e com a cabeça mergulhada na água, já sem respirar.

O pedreiro Silvio Zambrini Neto, que trabalhava num prédio próximo, fez manobras de reanimação. Mateus voltou a respirar e foi levado ao hospital da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), onde ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em razão da gravidade do seu quadro. A delegada Simone Alves Firmino Sampaio, da Delegacia de Defesa da Mulher, abriu inquérito para apurar o ocorrido. Vai ouvir, nos próximos dias, a mãe da vítima, o pedreiro e outras pessoas que prestaram socorro.

Embora pareçam pouco prováveis, os acidentes com crianças que caem dentro de baldes dentro das próprias casas, ocorrem com certa frequência. Em fevereiro, uma criança de nove meses morreu pelo mesma causa em Jundiaí e, em 2006, outra foi vitimada em Marília, ambas no Estado de São Paulo. Há também outros casos registrados nos últimos anos, nos Estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Piauí e no Distrito Federal.

    Leia tudo sobre: Acidentecriançaafogamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG