Confronto com policiais deixa dois mortos em São Paulo

Trocas de tiros aconteceram na zona leste e norte da capital. Quatro adolescentes foram detidos

AE |

selo

Dois bandidos foram mortos e quatro adolescentes, seus comparsas, foram detidos na cidade de São Paulo ontem em dois casos de suposta resistência seguida de morte, que agora são investigados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Lan House - durante tiroteio com a PM, que foi acionada por testemunhas, Gabriel Rocha Carneiro foi baleado e morto, às 20h30 de domingo, 29, ao tentar, juntamente com dois menores, L.V.S., 15, e D.D., 16, assaltar uma lan house localizada na altura do nº 2.559 da avenida Itaquera, em Artur Alvim, zona leste de São Paulo. Carneiro morreu quando era atendido no pronto-socorro da Vila Nhocuné. Os menores não resistiram à voz de prisão e foram detidos. O caso foi registrado no 66º Distrito Policial, do Vale do Aricanduva, pelo delegado Alexandre Bento, e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) por se tratar de suposta resistência seguida de morte.

Perseguição - Um adolescente, identificado como Róbson, de 16 anos, morreu em uma troca de tiros com policiais militares no quilômetro 230 da rodovia Presidente Dutra, no bairro de Vila Maria, na zona norte de São Paulo, no fim da tarde de ontem. Ele e outros dois adolescentes ocupavam um Celta roubado. A caça aos suspeitos se deu inclusive na rodovia Fernão Dias e terminou na Via Dutra após uma colisão. O adolescente armado teria atirado contra os policiais e levou a pior, morrendo dentro do carro. O caso foi registrado no 9º Distrito Policial, do Carandiru, pelo delegado Francisco Rodrigues Alves.

    Leia tudo sobre: são paulocrimemortesviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG