Comerciante é morto dentro de casa na zona leste de São Paulo

Antônio Seyn Chon foi baleado após se jogar contra o assaltante que apontava uma arma para o seu filho. Criminosos procuravam cofre da família

iG São Paulo |

O coreano Antônio Seyn Chon, de 35 anos, foi morto com um tiro no peito, por volta das 22 horas de terça-feira (2), ao tentar defender um dos filhos durante assalto na casa onde a família reside, na Vila Progresso, região de Itaquera, na zona leste de São Paulo.

Dono de duas lojas de roupas, o comerciante teve o imóvel invadido por cinco bandidos. Com o rosto coberto por toucas tipo ninja, eles entraram pelo portão da frente, que estava com o cadeado aberto, e renderam a mulher de Antônio na cozinha. O comerciante e os seus dois filhos, de 5 e 13 anos, permaneceram em um quarto da casa.

AE
Comerciante foi socorrido por policiais militares acionados pelos vizinhos

A intenção dos criminosos, segundo a polícia, era ter acesso ao cofre da residência e fugir em um carro modelo Captiva que estava na garagem. Por várias vezes, o comerciante disse aos bandidos não possuir um cofre no local.

Irritado, o criminoso apontou a arma para um dos filhos de Antônio, que se jogou contra o assaltante para desarmá-lo. Antônio foi baleado no peito e socorrido por policiais militares acionados pelos vizinhos. Ele chegou a ser levado ao pronto-socorro do Hospital Planalto, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

*com AE

    Leia tudo sobre: assaltoviolênciasão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG