Comandante da Polícia Militar de São Paulo deixa o cargo

A PM não informou as razões da saída de Camilo, que comandou ações na Cracolândia e no Pinheirinho

iG São Paulo |

O comandante da Polícia Militar do Estado de São Paulo, coronel Álvaro Batista Camilo, deixou o cargo na tarde desta segunda-feira (2).

Adriano Moneta/Diculgação
O ex-comandante geral da Polícia Militar coronel Álvaro Batista Camilo
A Polícia Militar, por meio de sua assessoria imprensa, não informou as razões da saída de Camilo. Ele ficou no cargo por três anos. Em nota, o comandante afirmou que foi um privilégio comandar a instituição.

Governo autoriza chefe da PM de São Paulo a usar carro de luxo

O coronel comandou a PM em três ações polêmicas no final de 2011 e começo de 2012: o convênio com a USP, a ação na Cracolândia, no centro de São Paulo, e a reintegração de posse do terreno Pinheirinho, em São José dos Campos. Denúncias mostraram que houve abusou por parte de policiais militares.

Camilo entrou para a corporação em 1979. Atualmente é também integrante do Conselho Nacional de Segurança Pública (Conasp) e preside o Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros (CNCG).


    Leia tudo sobre: comandante pmdeixa o cargocamilo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG