Com chuva de granizo, São Paulo registra queda de árvores

Capital paulista enfrentou chuvas fortes todos os dias da semana. Nesta sexta-feira, teve granizo e queda de árvores

iG São Paulo |

AE
Arvore de grande porte caiu na avenida Brasil, sentido Ibirapuera, perto da Rua Canadá, em São Paulo
A chuva que atingiu a região metropolitana de São Paulo nesta sexta-feira deixou regiões da cidade em estado de atenção até as 18h, informou o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura. Durante o dia, foram 16 pontos de alagamento . A capital paulista enfrentou chuvas fortes e estados de atenção todos os dias da semana. A mais forte aconteceu na quarta-feira , quando a capital paulista registrou mais de 60 pontos de alagamento.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), uma árvore de grande porte caiu na avenida Brasil, sentido Ibirapuera, perto da rua Canadá, e ocupava parte da via por volta de 17 horas. Outra árvore, um pouco menor, também caiu próximo dali, na Avenida Henrique Schaumann, perto da rua Artur de Azevedo, sentido Sumaré.

Segundo o Corpo de Bombeiros, um viatura foi enviada a av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, em Cerqueira Cesar, na região central, após a informação da queda de uma árvore sobre carro. Uma árvore também caiu na av. Nazaré, na altura do número 1780, no Ipiranga, na zona sul. Em nenhum dos casos foram registradas vítimas.

Houve relatos de queda de granizo em diversas regiões da cidade, como na região da av. Dr. Chucri Zaidan, na av. Brigadeiro Faria Lima, na Mooca, na Vila Mariana, no Ibirapuera, em Moema, na região da av. Paulista e em São Mateus. Na Vila Mariana, na zona sul, as pedras de granizo chegaram a disparar os alarmes de alguns carros estacionados.

Segundo o CGE, as chuvas que se deslocavam pelo lado nordeste da Grande São Paulo perderam velocidade e não possuem mais potencial para atingir a região nesta sexta-feira. De acordo com imagens de radar, a cidade registra apenas chuva leve, principalmente entre Campo Limpo, Santo Amaro, Vila Mariana, Ipiranga e Pinheiros. Nas demais regiões, praticamente não há registro de precipitação.

Segundo os meteorologistas do CGE, a previsão é de que as instabilidades que atingem a região de Arujá e Santa Isabel se dissipem ainda nestes municípios, chegando na capital de maneira leve.

Carlos Pessuto/Futura Press
Escola na região do Ipiranga ficou com o chão cheio de gelo

Maiores índices pluviométricos até as 18h10:

Rio Tamanduateí (Vd. Pacheco Chaves) - 24,6mm
Córrego Ipiranga - 22,4mm
Ribeirão dos Meninos (São Caetano do Sul) - 16,8mm
CTH (USP) - 16,4mm
Córrego Jaguaré - 16,2mm
Vila Mariana - 14,7mm
CGE (Consolação) - 10,8mm
Córrego Oratório (Mauá) - 9,2mm
Prosperidade (São Caetano) - 9,1mm

    Leia tudo sobre: estado de atençãoqueda de granizosão paulochuva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG