Três foragidos da Justiça foram recuperados e dois traficantes foram presos com 150 pedras de crack. Armas de brinquedos também foram apreendidas

selo

Cinco pessoas foram presas nos dois dias de intensificação do policiamento na região da Cracolândia, no centro de São Paulo, segundo balanço divulgado na noite de quarta-feira (4). A ação policial segue por tempo indeterminado. Três foragidos da Justiça foram recuperados e duas pessoas foram presas por tráfico de drogas. Foram apreendidos duas armas de brinquedo e cinco carcaças de motocicletas.

Estratégia da PM: São Paulo usa 'dor e sofrimento' para acabar com Cracolândia

O problema: Em meio à epidemia de crack, Brasil fracassa em tratamento para dependentes

Dos presos por tráfico, uma pessoa estava com aproximadamente 100 pedras de crack e a outra com cerca de 50. Segundo a polícia, a ação na Cracolândia é dividida em três fases . A primeira será de atuação da polícia contra o tráfico de drogas em conjunto com uma operação de zeladoria da prefeitura em casarões e ruas, de onde somente hoje foram retiradas 7,5 toneladas de lixo. 

A estimativa da PM é que, em 30 dias, após a prisão de traficantes e o restabelecimento da ordem na região, se inicie a segunda fase, com a participação de assistentes sociais e agentes de saúde, que farão o encaminhamento dos dependentes químicos para albergues, AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) e, se preciso, internação para tratamento e reinserção social. A terceira e última fase é a de manutenção deste cenário, para que os dependentes possam se recuperar plenamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.