Cinco funcionários do Detran são presos cobrando propina

Uma operação apontou que servidores públicos, funcionários terceirizados e despachantes cobravam propina em troca da liberação de documentos

iG São Paulo |

Cinco servidores públicos foram presos em flagrante cobrando propina em troca da liberação de documentos dentro do Detran de São Paulo. Uma operação da Corregedoria Geral da Administração, em conjunto com o Detran-SP e a Polícia Civil chegou à quadrilha, formada por servidores públicos, funcionários terceirizados e despachantes.

Fraude no RJ: Polícia desarticula quadrilhas que cometiam fraudes no Detran-RJ

Na operação, ocorrida entre segunda-feira (19) e a madrugada desta terça-feira, 18 pessoas foram detidas, sendo 14 servidores públicos, dois terceirizados e dois despachantes, e levadas para a 2ª Delegacia de Crimes contra a Administração Pública. A investigação ocorre desde junho.

Eles responderão por crime de corrupção passiva e formação de quadrilha. Além disso, foram apreendidos R$ 14 mil que estavam em salas dos funcionários.

Além dos cinco presos, os demais detidos foram liberados após serem ouvidos por policiais, mas serão investigados. Todos foram afastados de seus cargos e podem ser penalizados administrativamente.

Durante entrevista coletiva, o presidente da CGA, Gustavo Ungaro, o delegado Anderson Giampaoli e o coordenador do Detran.SP, Daniel Annemberg afirmaram que a investigação continua em todos os setores do órgão de trânsito, da capital paulista, da Grande São Paulo e do interior.

No Detran.SP, três setores específicos foram investigados: o Protocolo Geral, o Suporte aos Ciretrans do Interior de São Paulo e Renavam. No setor de Suporte aos Ciretrans, foram apreendidos mais de R$ 12 mil e os funcionários públicos foram presos em flagrante. No setor de Protocolo, os policiais apreenderam cerca de R$ 2 mil, resultantes da cobrança de propina.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG