Cidade paulista de Borá não registra crimes há 18 meses

Em junho, houve uma tentativa de furto, mas um morador ligou para a polícia e o furto foi evitado

AE |

selo

Nem tenente, nem sargento. Quem atende a reportagem para explicar a estratégia de segurança em Borá, menor município brasileiro, com 834 habitantes, é o cabo Valdinei Carlos Nogueira, de 45 anos, que comanda um aguerrido efetivo de mais três soldados. "Se preferir, pode dizer que sou o xerife", brinca o bem-humorado policial.

O quarteto fantástico é responsável por garantir, há um ano e meio, a paz na cidade do interior paulista. Desde janeiro do ano passado, Borá é a única cidade do Estado a não registrar nenhum crime. "Em junho, houve uma tentativa de furto num centro comunitário. Mas um vizinho ligou ao ver os moleques no telhado e o furto foi evitado."

Na cidade há 17 anos, a maior força de Valdinei e sua tropa é conhecer todos os boraenses pelo nome. "Se chega alguém diferentão, a gente fica de olho." Apesar da calmaria, o xerife mantém um patrulhamento que segue os moldes de metrópoles. As rondas são frequentes e os policiais são acessíveis 24 horas por dia. As intervenções mais comuns são brigas de casal e pequenos acidentes. "Caminhão de usina que dá marcha à ré e estraga outro carro, essas coisas."

A baixa criminalidade é motivo de orgulho, mas não afasta a preocupação do prefeito Luiz do Açougue com relação à segurança local. "Se acontecer um crime só, porcentualmente vai crescer muito", diz. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: crimesBorácidade sem crime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG