Ciclofaixas de lazer poderão ser usadas em dia da semana em SP

Prefeito Kassab afirma ao iG que o uso da ciclofaixa em um dia da semana visa melhorar a convivência de ciclistas e motoristas

Fernanda Simas, iG São Paulo |

As ciclofaixas de lazer da cidade de São Paulo – atualmente em funcionamento aos domingos – poderão ser usadas durante um dia da semana, todo mês. Ao iG , o prefeito Gilberto Kassab disse que a intenção é que o “paulistano comece a conviver com a ideia de ter uma ciclovia na cidade mais ampliada.”

Divulgação / Prefeitura de São Paulo
Ciclofaixa de Lazer passará a funcionar durante um dia da semana, todo mês
A prefeitura está analisando qual é o melhor dia para realizar essa operação, mas já decidiu que isso é necessário para melhorar a convivência de ciclistas e motoristas, com o intuito de tornar a bicicleta mais um meio de transporte para quem mora em São Paulo. O uso da ciclofaixa durante um dia da semana deve acontecer nos próximos meses.

Atualmente existem 30 quilômetros de ciclofaixas de lazer, que funcionam todo domingo, das 7h às 14h. O percurso é feito em ruas e avenidas e começa no Parque das Bicicletas, em Moema, zona sul da cidade, passa pelo Parque do Ibirapuera, pelo Parque do Povo, no Itaim, e acaba do Parque Villa-Lobos.

Ampliação

Kassab diz ainda que tem a intenção de ampliar as ciclofaixas de lazer. “Nas próximas semanas queremos anunciar mais uma etapa de ampliação”, se referindo ao fato de que, ainda este mês, mais 14 quilômetros de ciclofaixas (7 km em cada sentido) passarão a funcionar. O trajeto vai ligar o Parque do Povo ao futuro Parque Chuvisco, na avenida Jornalista Roberto Marinho. Com isso, a Ciclofaixa de Lazer passará a ter 44 quilômetros de extensão.

O prefeito ressalta que a ampliação será feita nas ciclovias já existentes. Em março, a CET, por meio de licitação, contratou projeto para a implantação de mais três ciclovias para funcionamento diário, totalizando 55 quilômetros, em regiões afastadas do centro da cidade. No trajeto do bairro Jardim Helena, zona leste de São Paulo, serão 26 km de ciclovias ligando as estações da CPTM de São Miguel Paulista, Jardim Helena, Itaim Paulista, Guaianases e Estação Itaquera do Metrô.

No Jardim Brasil, zona norte, 17 km de ciclovias vão ligar as ruas no limite do município de São Paulo (próximas à Rodovia Fernão Dias) à Estação Tucuruvi do Metrô, passando pelas avenidas Edu Chaves, Mendes da Rocha, Luís Stamatis e Antônio Maria de Laet. O circuito Grajaú/Cocaia, na zona sul, terá 12 km (sendo 7 km de ciclofaixa). A ciclovia parte da Avenida Dona Belmira Marin junto à Estrada do Canal da Cocaia e vai até a Estação Grajaú da CPTM, seguindo pela Avenida Senador Teotônio Vilela e Rua Dr. Oscar Andrade Melo, terminando na Avenida Robert Kennedy.

Atualmente existem 35,7 quilômetros de ciclovias distribuídos entre a Avenida Faria Lima, a Avenida Sumaré, a Radial Leste, a Marginal do Rio Pinheiros e a via da Adutora Rio Claro, no bairro de São Mateus.

    Leia tudo sobre: cicloviasciclofaixasSão Paulosemanaampliação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG