Chuvas causam danos a iluminação, semáforos e relógios de SP

Problemas causados por chuvas de janeiro deixaram cruzamentos sem sinalização e aumentaram 125% a troca diária de luz

iG São Paulo |

A chuva recorde que tem castigado a cidade de São Paulo, neste início de ano, não tem causado problemas apenas de enchentes para os motoristas que trafegam pela cidade. Além dos problemas em 600 semáforos que apresentaram falhas nos últimos dias (sendo que 89 ainda estavam inoperantes até a última quarta-feira), segundo balanço da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os usuários também enfrentam vias escuras.

Segundo levantamento realizado pela Secretaria de Serviços, por meio do Departamento de Iluminação Pública (Ilume), as chuvas que atingem a capital também geraram um aumento nas falhas dos equipamentos de iluminação pública entre dezembro de 2010 e o último dia 26 de janeiro. De acordo com o estudo, entre o dia 1 do mês passado, e a última quarta-feira, houve um aumento de 125% no número de consertos diários no sistema de iluminação pública realizados pelo Ilume. Segundo a pasta, a média diária, fora do período considerado chuvoso, a média era de 400 trocas de lâmpadas, e passou para 900.

Os reparos nos semáforos da cidade também estão acima da média, segundo a CET. Em um mês sem chuva, a companhia registra, em média, 43 ocorrências com semáforos quebrados por dia. Porém, em meses de chuva, esse número aumenta, como em janeiro de 2010 quando foram registradas 2.667 ocorrências (média de 86 ocorrências por dia, ou seja, o dobro). Em 2010, o mês de janeiro deve ter a média de mais de 100 semáforos com problemas por dia.

Além de vias escuras e semáforos quebrados, a chuva também afetou o funcionamento de parte dos relógios públicos da cidade. Segundo relatório da Buldogue Mídia Exterior, empresa que ganhou licitação para fazer a manutenção dos equipamentos, as chuvas danificaram ao menos 12 relógios de ruas, localizados nas principais vias da capital.

De acordo com o diretor da companhia, Fabrício Guimarães, houve a perda total de cinco equipamentos, por conta de raios que atingiram a região metropolitana. Ainda de acordo com o diretor, outros 74 relógios estão fora de funcionamento, devido a falta de energia. “O maior problema que enfrentamos neste período chuvoso é a oscilação da energia elétrica, o que causa a pane momentânea dos equipamentos, e temos que locomover equipe para o reparo. É um trabalho constante”, disse.

AE
Semáforo apagado no cruzamento das avenidas Marquês de São Vicente e Abrahão Ribeiro

    Leia tudo sobre: semáforoschuvarelógiosiluminaçãosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG