Chuva deixa regiões de São Paulo em estado de atenção

Chove forte no noroeste da região metropolitana de São Paulo

iG São Paulo |

A chuva que atinge a região metropolitana de São Paulo neste sábado deixa as zonas norte, leste, centro, sudeste e a região da Marginal Tietê em estado de atenção, informou o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura. Neste momento, são registrados 3 pontos de alagamento, todos na Mooca, na zona leste. O aeroporto de Congonhas chegou a ficar fechado.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 15h00, a cidade tinha 3 quilômetros de lentidão. O pior ponto está na Radial Leste, no sentido centro/bairro.  

Segundo o CGE, houve rápida elevação de temperaturas, que chegaram a 28°C, e possibilitaram a propagação de instabilidades que causaram precipitação intensa na região metropolitana de São Paulo e atingiram a capital. As chuvas se dirigem para sudeste, em direção ao oceano, atingindo com força a região do ABC.

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana, por intermédio da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, deixa as regiões de São Mateus, Vila Prudente, Mooca, Vila Maria/ Guilherme, Santana, Casa Verde, Freguesia do Ó, Santo Amaro, Jabaquara, Penha, Ermelino Matarazzo, Jaçanã/ Tremembé, Ipiranga e Cidade Ademar em estado de atenção.

Nesta sexta-feira. moradores da cidade, enfrentaram muitas dificuldades por conta da forte chuva que atingiu a cidade. O córrego Aricanduva transbordou e deixou motoristas ilhados  na zona leste. Um homem morreu após o desabamento de uma laje de um depósito na região. 

Durante o fim de semana o tempo segue instável, com períodos em que a nebulosidade se desintensifica intercalados a períodos de céu encoberto. As altas temperaturas propiciam o desenvolvimento de tempestades, que devem atuar na região metropolitana de São Paulo durante os fins de tarde e início de noite. Para segunda-feira, persistem as condições de tempo do fim de semana, mas a partir de terça-feira a nebulosidade se intensifica e as chuvas tornam-se menos intensas, mais generalizadas e persistentes por conta da passagem de um sistema frontal.

    Leia tudo sobre: chuvaestado de atenção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG