Churrasco de "gente diferenciada" em Higienópolis vira hit na web

Mudança de metrô em bairro nobre de São Paulo mobiliza internautas

iG São Paulo |

O anúncio de que o Metrô de São Paulo mudou o local que abrigaria uma das suas estações , no bairro de Higienópolis, tradicional bairro de elite da capital paulista, levou a região ao ranking dos assuntos mais comentados do dia no Twitter - com todas as piadas que essa posição significa. Além disso, no Facebook, milhares de paulistanos aderiram ao “Churrascão da Gente Diferenciada”, marcado para acontecer no sábado, em frente ao shopping que leva o mesmo nome do bairro.

Reprodução
Convite para o "churrasco" em Higienópolis: 13 mil adesões até as 18h30
Isso acontece porque, em agosto de 2010, uma associação de moradores de Higienópolis anunciou que se opunha à construção da estação na região. A justificativa oficial, que acabou abraçada pelo governo do Estado, é que a estação da linha 6-laranja, que vai ligar a zona norte ao centro da capital paulista, ficava próxima demais, a 610 metros, da futura estação Higienópolis-Mackenzie, e longe demais, a 1.500 metros, da estação PUC-Cardoso de Almeida. A linha tem previsão de ficar pronta em 2017. Segundo o Metrô, o projeto da localização da futura estação Angélica está sendo reavaliado visando ao melhor equilíbrio da linha e para atender usuários moradores das áreas da região do Pacaembu, bairro vizinho a Higienópolis.

O problema, para Higienópolis, é que alguns moradores da região se colocaram contra a obra porque ela atrairia, segundo uma moradora entrevistada pelo jornal Folha de S.Paulo , “drogados, mendigos, uma gente diferenciada..." Foi o bastante para que a expressão “gente diferenciada”, que já tinha sido destaque no Twitter em 2010, voltasse à baila na tarde desta quarta-feira – e desse nome ao "churrascão". Além disso, não foi a primeira vez que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) recuou diante de pressões contra o metrô: a mesma coisa aconteceu em um bairro da zona sul da cidade, que também conseguiu barrar uma estação, da linha amarela.

Até as 18h30, 13 mil pessoas já tinham prometido participar do churrasco. O abaixo-assinado dos moradores de Higienópolis contra o metrô reuniu 3.500 assinaturas. Se os internautas cumprirem a “promessa”, com estação ou sem estação Higienópolis terá seu dia de churrasco com pagode.

    Leia tudo sobre: São Paulometrôhigienópolis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG