Chef de cozinha suíço é morto na zona sul de São Paulo

Até o momento, segundo a polícia, ninguém foi preso e não há testemunhas.

iG São Paulo | 11/07/2011 08:16 - Atualizada às 19:47

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Foto: Arquivo Pessoal

Nicolas Dornaus era chef de cozinha do restaurante Grand Hyatt

O chef de cozinha suíço Nicolas Friedrich Hans Dornaus, de 40 anos, foi morto a tiros nesta madrugada após uma tentativa de assalto entre as avenidas Rio Bonito e Antônio Barbosa da Silva Sandoval, na região de Interlagos, na zona sul de São Paulo.

Dornaus voltava do trabalho de moto quando foi baleado nas costas. Ele estava em uma moto que, segundo consta no boletim de ocorrência (BO), é extremamente visada em furtos e roubos. Dornaus chegou a ser socorrido a um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O crime foi registrado no 102º Distrito Policial do Socorro. Até o momento, segundo a polícia, ninguém foi preso e não há testemunhas. O boletim de ocorrência foi registrado pela polícia como latrocínio - roubo seguido de morte. A vítima não teve os pertences roubados. Porém, os investigadores trabalham com a hipótese de que o chef teria tentado fugir do assaltante, já que foi alvejado pelas costas. Ainda não se sabe se ele teria reagido. O caso já foi encaminhado para o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Chef de partie

Nicolas Dornaus era chef do restaurante do Grand Hyatt São Paulo, hotel de luxo, localizado zona sul da capital. Nascido em Zurique, a maior cidade da Suíça, Nicolas morava no Brasil desde 1975 e se formou chef de cozinha em São Paulo. Depois, cursou pós-graduação de Administração de Empresas na África do Sul.

Em nota divulgada pela assessoria, o hotel Grand Hyatt manifestou "profundo pesar" a morte do funcionário.  Ele trabalhou no hotel de novembro de 2007 a fevereiro de 2009. Depois, retornou em julho de 2010, quando desempenhava a função de chef de partie, segundo na hierarquia, (após o chef principa), na cozinha de banquetes da área de eventos. No domingo, dia do ocorrido, ele estava de folga.

"O Grand Hyatt São Paulo está prestando todo o apoio necessário às autoridades, a quem cabe apurar as circunstâncias desta tragédia, e aos seus familiares que moram em São Paulo, a quem o hotel expressa seus mais sinceros pêsames", diz nota.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG


Ver de novo