Center Norte assina termo, mas interdição na 6ª continua

Acordo com Ministério Público e Cetesb contém medidas para afastar o risco de explosão do estabelecimento

AE |

selo

Representantes do Shopping Center Norte, do Ministério Público e da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) assinaram hoje um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com medidas para afastar o risco de explosão no estabelecimento. O shopping entrou na lista de áreas contaminadas críticas devido a existência de gás metano no terreno.

Leia também: "Material é jogado a céu aberto em lixão, não há controle"

Ontem, o shopping, seu complexo de estacionamentos, o hipermercado Carrefour e o Lar Center receberam um auto de interdição da Prefeitura de São Paulo, obrigando-os a fechar em 72 horas.

No documento, o shopping se compromete a completar a instalação e dar início a operação, no prazo de 20 dias, do sistema emergencial de drenagem de gases. A empresa se obriga ainda a manter o monitoramento diário da presença de gases nos poços de medição já instalados. O gás metano identificado está localizado abaixo do piso do empreendimento, sob a camada de concreto.

    Leia tudo sobre: Shopping Center Nortelixãogás metanoinfográfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG