Carola Scarpa morre aos 40 em São Paulo

'Condessa' foi internada quarta-feira com parada cardíaca

iG São Paulo |

Foi enterrado na manhã de sábado, no Cemitério do Morumby, em São Paulo, o corpo de Ana Carolina Rorato de Oliveira, 40 anos, mais conhecida como Carola Scarpa, ex-mulher do playboy Chiquinho Scarpa.

A “condessa” (título auto-concedido) Carola morreu sexta-feira de falência múltipla dos órgãos e diabetes no Hospital Santa Paula, em São Paulo. Segundo comunicado do hospital, ela deu entrada no pronto socorro por volta das 17h de quarta-feira com parada cardíaca. Ela foi ressucitada, mas permaneceu em estado de choque, respirando por aparelhos, até morrer às 17h20 de sexta-feira.

As causas da morte registradas no atestado de óbito são falência de múltipos órgãos, diabetes melitus, insuficiência renal crônica e ceto acidose diabética. A assessoria do hospital não deu detalhes sobre o estado de saúde da paciente.

Chiquinho, que foi casado com Carola durante exatos nove meses entre 1998 e 1999, deixou uma homenagem à ex-mulher em sua página no Facebook.

“Soube agora que Carola se foi. O sepultamento foi pela manhã no Cemitério do Morumby. Tudo muito triste; a amei muito e sinceramente. Que Deus console o coração de sua família e que ela encontre paz na serenidade da eternidade. Vou orar por isso. No fundo era apenas uma menina... apenas uma menina”, diz a mensagem anexada a uma foto de Carola ainda criança.

Filha de família abastada da capital paulista, Carola era sobrinha do diretor de televisão José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, e da ex-governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB).


Depois do rumoroso casamento com Scarpa, que deixou além do sobrenome e do título de nobreza um rastro de escândalos e a fama de barraqueira, Carola virou figura carimbada nos programas apelativos da televisão que exploravam a aristocrática impudicícia da “condessa” em revelações que iam desde as supostas preferências sexuais com Chiquinho até romances com mafiosos italianos nos EUA (onde viveu durante alguns anos antes de mudar para Israel).

Em 2002, foi convidada por Silvio Santos para a segunda edição do programa “Casa dos Artistas”, mas deixou a atração depois de brigar com praticamente todo o elenco.

Em 2009 o mesmo SBT publicou uma reportagem na qual Carola aparece supostamente fazendo programas na calçada de uma rua na Ponta Negra, em Natal (RN). Foi a última aparição da condessa na TV.

Carola deixa um filho de 16 anos.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG