Câmeras flagram roubo de livros raros do Instituto de Botânica em SP

Imagens podem ajudar a polícia no reconhecimento dos assaltantes. Pelo menos 15 volumes de obras valiosas foram levados na quinta-feira (2)

iG São Paulo |

Reprodução
Capa do 1º volume da coleção de J. Veloso. Obras são raras e de valor incalculável
As câmeras de segurança do Instituto de Botânica de São Paulo, na zona sul, gravaram a ação dos assaltantes que levaram pelo menos 15 volumes de obras raras. Com valor incalculável, os livros são considerados volumes únicos.

O crime ocorreu na tarde de quinta-feira (2), por volta das 16h. Ninguém foi preso. Durante a ação, um dos bandidos obrigou um bibliotecário a abrir a sala onde ficavam as obras raras. Outros funcionários, como os vigilantes do instituto, também foram rendidos e amarrados.

Entenda o caso: Obras raras são roubadas do Instituto de Botânica de São Paulo

Segundo a Polícia Militar, os livros históricos são do ano de 1827 e alguns estão em latim. As três coleções roubadas são consideradas de extrema importância para a botânica brasileira. São elas: "Sertum palmarum brasiliensium", de 1903 (dois volumes), "Flora Fluminensis", de 1827 (11 volumes) e "Bambusees", de 1913 (dois volumes).

Segundo as investigações, o crime foi encomendado já que um dos criminosos tinha um papel com o nome das obras que procurava. O caso foi registrado no 83º DP, no Parque Bistrol.

Veja o vídeo com a ação dos criminosos:

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG