Cai número de mortes nas rodovias federais de São Paulo

A Polícia Rodoviária Federal registrou duas mortes durante o feriado de Corpus Christi contra seis do ano passado

iG São Paulo |

A Polícia Rodoviária Federal registrou 147 acidentes durante o feriado prolongado de Corpus Christi. A operação começou à 0h do dia 23 e terminou à meia-noite de domingo. Cinquenta e cinco pessoas ficaram ferias e duas morreram atropeladas. As equipes de serviço fiscalizaram 4.120 veículos e aplicaram aos condutores infratores 3.142 autos de infração. Em comparação com 2010, houve uma redução de 1,31% no número de acidentes (no ano passado foram 145 acidentes, 56 feridos e seis mortos).

Nos 1.067 quilômetros de rodovias federais que atravessam o Estado de São Paulo houve registro de aumento no tráfego de veículos durante a saída e a volta do feriado. Apesar das filas nas rodovias Presidente Dutra (BR-116) e Fernão Dias (BR-381), o trecho que apresentou maior lentidão foi a rodovia Régis Bittencourt (BR-116), que tem trecho de pista simples e faz a ligação com a capital paranaense.

Vítimas fatais

Os dois casos de vítimas fatais registrados durante os quatro dias de feriado foram devido a atropelamentos. Em um dos casos, no Vale do Paraíba, o atropelamento foi em consequência de uma queda de motocicleta na via Dutra. No outro, na Régis Bittencourt, duas mulheres foram atropeladas enquanto tentavam atravessar a rodovia na altura do km 488, município de Cajati. Uma delas morreu.

Embriaguez

A PRF de São Paulo prendeu em flagrante 11 motoristas. Desde o início da aplicação da “Lei Seca ao Volante”, em 20 de junho de 2008, mais de 1.500 motoristas foram flagrados dirigindo em estado de embriaguez, com índice superior ao que a lei define como crime.

    Leia tudo sobre: estradasacidentescorpus christi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG