Buraco de obra na rua mata motociclista na cidade de Tatuí

A cratera, com cinco metros de profundidade, na rua Osmil Martins, no bairro Santa Rita, não tinha sinalização

AE |

selo

O comerciante Hélio Roger Cassemiro, de 43 anos, morreu no domingo (3) ao cair com a moto no buraco de uma obra no meio da rua, em Tatuí, em São Paulo. A cratera, com cinco metros de profundidade, na rua Osmil Martins, no bairro Santa Rita, não tinha sinalização. 

No último dia 12, um carro com três pessoas já tinha caído no local. De acordo com testemunhas, Cassemiro tinha saído da casa de parentes e, como estava escuro, só viu o buraco quando estava muito perto. Ele ainda tentou frear, mas não conseguiu. O corpo foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros.

O buraco foi aberto há um mês pela prefeitura para obras de reparos numa tubulação de água pluvial. De acordo com a Secretaria de Obras, o buraco havia sido fechado na semana passada, mas foi reaberto pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Segundo a prefeitura, houve um vazamento na rede de água e a concessionária fez uma nova escavação. A Sabesp, no entanto, alega que a responsabilidade pela obra é da prefeitura. A família da vítima vai processar a empresa e o município.

No acidente anterior, o carro dirigido por José de Lima Batista caiu na cratera e ficou destruído. Ele e os dois filhos sofreram apenas escoriações.

    Leia tudo sobre: crateratatuísão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG