Boliviano é preso por exercer medicina ilegalmente em SP

De acordo com a polícia, um médico do hospital teria pago o rapaz para cobrir seu plantão

AE |

selo

A polícia de Cajamar, em São Paulo, prendeu na noite desta quinta-feira um rapaz boliviano por falsidade ideológica. Ele usava o nome e o registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) de um outro médico para exercer a profissão no País.

O boliviano fazia ontem seu primeiro plantão em um hospital público no bairro do Polvilho, na área de pediatria. De acordo com o delegado Daniel dos Santos, um médico do hospital teria pago o rapaz para cobrir seu plantão. Ao estranhar alguns de seus procedimentos, a enfermeira-chefe entrou no site do CRM para conferir sua identidade. Ela descobriu que a foto registrada no site não era a do boliviano.

O acusado teria percebido a desconfiança e deixou o hospital. Ele foi encontrado pela Guarda Municipal, que o levou de volta. A equipe médica entrou em contato com a delegacia e ele foi transferido para a cadeia de Cajamar.

    Leia tudo sobre: falso médicobolivianocajamar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG