Segundo a Sabesp, normalização do abastecimento irá ocorrer durante esta noite

Os dois blecautes que atingiram a zona sul e oeste de São Paulo nesta terça-feira afetaram o abastecimento de pelo menos dez bairros da capítal paulista, informou a Sabesp no início da noite. Segundo a empresa, responsável pelo abastecimento de água no Estado, por conta da falta de energia entre 15h30 -16h e 16h30 -16h45 de hoje, o nível dos reservatórios de toda a região do Guarapiranga, que abastece 3 milhões de pessoas, foi comprometido. Com a queda de energia, houve a paralisação de 18 bombas responsáveis por levar água para os reservatórios da região sul e, em seguida, para o cliente.

Trânsito na avenida Paulista, durante tarde de blecaute em São Paulo
AE
Trânsito na avenida Paulista, durante tarde de blecaute em São Paulo
As regiões mais atingidas foram Jardim Ângela, Grajaú, Embu, Taboão da Serra, Butantã, Morumbi, Brooklin, Jardim São Luiz e parte de Embu-Guaçu e de Jabaquara. A normalização do abastecimento irá ocorrer durante a noite. A normalização do sistema demora mais para ocorrer nas regiões distantes e altas. Além do problema de falta de energia, nestes dias de temperaturas elevadas há o aumento de consumo.

Segundo a Sabesp, a primeira queda de energia parou todo o sistema de bombeamento. Quando a energia foi retomada, após 30 minutos, as bombas começaram a ser religadas. Esse trabalho demoraria cerca de meia hora. Próximo da normalização do sistema, houve a segunda queda de energia, paralisando novamente todas as bombas. Às 16h45, as equipes recomeçaram o trabalho para o bombeamento. Foram necessários mais 30 minutos para o início da normalização do bombeamento de água aos reservatórios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.