Bandidos agiram em menos de dez minutos e fugiram em um Vectra. Este é o quinto arrastão em restaurantes da zona oeste neste mês

selo

Quatro homens armados com pistolas e uma metralhadora fizeram um arrastão, ontem à noite, em um restaurante na Alameda Santos, no bairro de Cerqueira César, zona oeste de São Paulo. Cerca de quinze clientes jantavam no restaurante Galetos por volta das 23h15 quando tiveram celulares, carteiras e joias roubados. Uma vítima foi agredida com coronhadas. Os bandidos agiram em menos de dez minutos e fugiram em um Vectra. Este é o quinto arrastão em restaurantes da zona oeste neste mês.

Homens armados roubaram clientes no restaurante Galetos, na Alameda Santos, em São Paulo
Futura Press
Homens armados roubaram clientes no restaurante Galetos, na Alameda Santos, em São Paulo
Um pedestre viu o assalto da rua e ligou para o telefone 190, da Polícia Militar. No entanto, quando os policiais chegaram ao local, os criminosos já haviam fugido. A ação foi gravada pelo circuito interno de segurança do restaurante e as imagens devem ser solicitadas pela Polícia Civil.

Os clientes assaltados são colegas de trabalho em uma empresa do setor de cosméticos e tinham ido ao local após um evento na região da Avenida Paulista. Dez clientes foram registrar a ocorrência no 78º Distrito Policial, nos Jardins, mas a delegacia estava sem sistema e os encaminhou ao 4º Distrito Policial, na Consolação. Até esta madrugada, nenhum responsável pelo restaurante havia apresentado queixa.

Arrastões

Este foi o quinto arrastão em restaurantes da zona oeste da capital paulista no mês de março. O primeiro caso foi registrado no dia 2, na Rua Mourato Coelho, na Vila Madalena. No dia seguinte, o alvo foi um restaurante japonês na Rua Mateus Grou, em Pinheiros. Os outros dois arrastões aconteceram na semana passada, um na Rua Francisco Leitão, no mesmo bairro, e outro na Rua Jericó, na Vila Madalena.

Em fevereiro, quatro arrastões também foram registrados em um intervalo de 12 dias em restaurantes da Vila Madalena e Pinheiros. Os ladrões atacaram estabelecimentos nas Ruas Wisard, Teodoro Sampaio, Antônio Bicudo e Lacerda Franco.

Todos os roubos assemelham-se tanto pela formação das quadrilhas como pelo modo de agir. Os bandos são formados por quatro ou cinco homens, aparentemente com idade entre 20 e 30 anos. Costumam chegar aos restaurantes no fim da noite em carros mais potentes. Um fica do lado de fora e os demais, armados, invadem os imóveis. Em poucos minutos, roubam o dinheiro do caixa e levam relógios, cartões, cheque, documentos e celulares dos clientes e empregados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.