Ato pró-Bolsonaro acaba em prisão na Paulista

Manifestantes que defendiam deputado homofóbico já respondiam a crimes por intolerância

iG São Paulo |

Pelo menos seis pessoas foram detidas neste sábado na avenida Paulista, em São Paulo, em uma manifestação a favor do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) que tem feito declarações públicas contra homossexuais. Segundo a polícia, eles já respondiam a crimes anteriores por intolerância.

AE
Pelo menos seis pessoas foram levadas a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância
Cerca de 50 pessoas organizadas por grupos conhecidos como "união nacionalista" e "carecas" tentavam apoiar o parmamentar quando outros movimentos apareceram para defender o movimento gay. Os 100 contra-ativistas incluiam estudantes e o Sindicato dos Trabalhadores da Universidade de São Paulo (USP).

A polícia formou fileiras entre os dois grupos para evitar confrontos e acabou checando documentos dos mais exaltados. As pessoas que eram reincidentes foram levadas a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). Também foi apreendido um bastão e estrelas ninjas.

* com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: NACIONALGERAL

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG