Após sumir com R$ 19 mil, noivo volta e remarca casamento

O pedreiro Antônio Mondim, de Ribeirão Preto, interior de SP, diz que não roubou a noiva e apenas foi pescar após uma discussão

iG São Paulo |

AE
Após sumir com R$ 19 mil e bens da noiva, noivo diz que foi pescar e casamento é remarcado
Após virar notícia nos jornais por ter sumido às vésperas do casamento levando R$ 19 mil, um carro e uma moto que seriam da noiva, o pedreiro Antônio Mondim, de 47 anos, voltou para a casa, na cidade de Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

A noiva, a professora Sueli de Lourdes Andrade Casarotti, de 49 anos, perdoou o sumiço e remarcou o casamento. Se nenhum outro incidente acontecer, os dois devem se casar no próximo sábado, às 10h30. À futura mulher, Mondim alegou que foi pescar.

Segundo a polícia, em depoimento, o pedreiro negou que tenha furtado os bens de Sueli. Ele teria dito que o carro era dele, a moto havia sido comprada em conjunto e que pegou o dinheiro achando que ali havia apenas a sua parte.

O caso

O casamento de Sueli e Mondim estava marcado para o dia 17 de julho. No entanto, um dia antes, na sexta-feira, dia 16, Sueli contou à polícia que foi ao cabeleireiro para se arrumar e, ao retornar para casa, no começo da noite, não viu mais as roupas de Mondim nem os bens que lhe pertenciam.

Ela chegou a registrar um boletim de ocorrência no 3º Distrito Policial e procurou por parentes do noivo, que, sem sucesso tentaram localizá-lo. Os dois estão juntos há quatro anos.

* Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: noivo remarca casamentonoivasumiçofurto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG